pic

PRESERVAÇÃO DE AERONAVES HISTÓRICAS

Desde 2008, a Embraer contribui para a preservação de seu patrimônio histórico por meio da recuperação de aeronaves que marcaram sua trajetória.

O projeto iniciou-se com a recuperação do segundo protótipo do Bandeirante, primeira aeronave produzida pela Embraer, em comemoração ao quadragésimo aniversário de seu primeiro voo. Em 2009, integrando as ações comemorativas dos 40 anos da criação da Embraer, foram recuperados, a partir de uma parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), os dois únicos protótipos do CBA 123, aeronave projetada no início da década de 1990, e também o protótipo do EMB 121 Xingu (prefixo PT-ZXI), primeiro avião pressurizado fabricado pela Embraer.
O objetivo deste projeto é ampliar, de forma contínua, o número de aviões recuperados. Para tanto, já demos início ao processo de recuperação de outras aeronaves históricas. Confira ao lado detalhes desse trabalho.

AERONAVES RESTAURADAS

_
CBA 123

A recuperação dos dois únicos protótipos do avião CBA 123 fez parte das atividades de celebração dos 40 anos da Embraer, em 2009.
O processo teve início em fevereiro de 2008 e foi realizado em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) das unidades de São José dos Campos, Jacareí e Taubaté, contando com a participação de 36 alunos do curso de mecânica geral.

Leia mais

_
EMB 100 (BANDEIRANTE)

O restauro do segundo protótipo do Bandeirante, primeira aeronave produzida pela Embraer, integrou as comemorações do quadragésimo aniversário de seu primeiro voo, em 22 de outubro de 1968, antes mesmo da criação da Embraer. Para recuperá-lo, foi fundamental a dedicação de empregados e ex-empregados que trabalharam na antiga linha de montagem.

Leia mais

_
EMB 120 (BRASÍLIA)

O conhecimento adquirido com a fabricação seriada do Bandeirante levou a Embraer a iniciar, em 1974, o desenvolvimento de um novo avião para uso em linhas aéreas regionais: o turbo-hélice pressurizado EMB 120. A nova aeronave inicialmente recebeu o nome Araguaia, mas, para facilitar a pronúncia pelos estrangeiros e a consequente exportação, seu nome foi alterado para Brasilia em 1979, no lançamento oficial do projeto.

Leia mais

_
EMB 121 (XINGU)

O EMB 121 Xingu foi o primeiro avião pressurizado fabricado pela Embraer e, portanto, representa um marco importante na história da Empresa. Por este motivo, entre as ações que demarcaram os 40 anos de fundação da Embraer, em 2009, foi realizado também cuidadoso processo de recuperação do protótipo da aeronave de prefixo PP-ZXI, que voou pela primeira vez em 22 de outubro de 1976. Além disso, 2009 também marcava os 30 anos da certificação do EMB 121 Xingu.

Leia mais

_
EMB 312 (TUCANO)

Com características técnicas inovadoras, o primeiro treinador básico turboélice a utilizar assentos de ejeção, equipado com o confiável motor PT6A-25C de 750 HP da Pratt & Whitney Canada e dotado de excelentes qualidades de voo, acrobacia e instrução, o EMB 312 Tucano reuniu eficiência e economia no treinamento de pilotos militares em um projeto de sucesso. Já a partir das primeiras entregas para a FAB em 1983, o avião estabeleceu-se inquestionavelmente no mercado de treinadores militares.
 

Leia mais

_
ERJ 140

O protótipo ERJ 140-801, de prefixo PT-ZJA, desempenhou um papel incomum ao de outros protótipos: foi utilizado para realizar os ensaios de voo de não somente um, mas dos três diferentes modelos de aeronaves da família de jatos regionais ERJ 145 da Embraer – o ERJ 145, o ERJ 135 e o ERJ 140. Para isso, a aeronave PT-ZJA precisou passar por uma série de transformações em sua estrutura, o que lhe conferiu uma história singular.

Leia mais